Desembargador rejeita liminar e mantém prisão de ex-diretora do Padre Zé

0
31

O desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça da Paraíba, rejeitou, na tarde desta segunda-feira (08), o pedido de revogação da prisão preventiva de Jannyne Dantas, ex-diretora do Hospital Padre Zé, em João Pessoa. Ela era braço direito do Padre Egídio de Carvalho, que também chegou a ser preso, mas responde ao processo em liberdade.

“Em análise preliminar, a decisão mantenedora da prisão preventiva da paciente aparenta estar devidamente fundamentada, nos termos do art. 93, inciso IX, da Constituição Federal, sendo possível identificar os motivos de fato e de direito que embasaram o decisum cautelar, restando o deduzido excesso de prazo, num primeiro plano, justificado pela complexidade do feito”, disse o desembargador.

Jannyne foi presa em novembro do ano passado durante a Operação Indignus, deflagrada pelo Ministério Público da Paraíba para apurar a suspeita de desvios de recursos milionários da unidade filantrópica.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here