terça-feira, 21 / 05 / 2024
25.6 C
Campina Grande
terça-feira, 21/05/2024
25.6 C
Campina Grande

STF libera prefeitos para oferecerem transporte gratuito no 2º turno

Também pode querer ler

O ministro Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu nesta terça-feira que prefeitos e empresas concessionárias podem oferecer transporte público gratuito voluntariamente no segundo turno das eleições sem que isso acarrete punição por improbidade. A decisão atendeu a um pedido da Rede Sustentabilidade, que levou o caso ao STF junto da campanha do ex-presidente Lula (PT).

“Fica o Poder Público municipal autorizado a determinar (e as concessionárias ou permissionárias do serviço público a promover) a disponibilização gratuita do serviço de transporte público urbano coletivo de passageiros em dias de realização de eleições, inclusive com linhas especiais para regiões mais distantes dos locais de votação”, disse o ministro.

decisão estabelece ainda a possibilidade do uso de transportes escolares para a condução de eleitores e outros veículos públicos. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) poderá regulamentar o tema, se entender necessário.

A medida será discutida no plenário virtual do STF nesta quarta-feira (19).

Segundo Barroso, a garantia de transporte público gratuito pode ajudar a reduzir os índices de abstenção durante as eleições. Isso porque o eleitor que não consegue pagar para ir à sua seção eleitoral ficará impedido de votar, criando o que o ministro chamou de novo tipo de voto censitário, que retira dos mais pobres a possibilidade de participar do processo eleitoral”.

“Levando-se em conta a desigualdade social extrema no país, o contexto de empobrecimento da população e a obrigatoriedade do voto no Brasil, é justificável que o Poder Público arque com os custos de transporte decorrentes do exercício desse direito-dever”, disse.

Barroso já decidiu antes do primeiro turno que prefeitos e concessionárias deveriam manter os níveis normais de transporte durante a votação. Agora, diz que eles podem oferecer transporte gratuito sem o “temor infundado” de uma responsabilização por improbidade.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -

Últimas

Desenrola Brasil tem prazo de adesão prorrogado por mais 60 dias

As pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo...
- Publicidade -spot_img

Relacionados

- Publicidade -spot_img