sábado, 13 / 04 / 2024
24.1 C
Campina Grande
sábado, 13/04/2024
24.1 C
Campina Grande

Veneno de aranha pode ser usado contra células de câncer, indica pesquisa brasileira

Também pode querer ler

Cientistas do Instituto Butantan e da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein descobriram que uma molécula presente no veneno de aranha tem potencial para tratar o câncer.

A molécula é extraída do veneno da aranha caranguejeira Vitalius wacketi. Esse aracnídeo habita o litoral do estado de São Paulo.

Sintetizada em laboratório no Butantan e purificada pelo Einstein (removendo eventuais contaminantes e potencializando seu efeito), a substância foi capaz de eliminar células de leucemia em testes in vitro. O composto conseguiu eliminar, inclusive, células leucêmicas resistentes a quimioterápicos

A descoberta é fruto de mais de 20 anos de estudos. A ferramenta inovadora que resultou na obtenção da molécula foi patenteada com apoio das áreas de Inovação das instituições.

De acordo com o Butantan, agora, a pesquisa está madura o suficiente para alçar novos estágios de desenvolvimento, com novos parceiros.

✍🏻 Com Portal UOL

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -

Últimas

Com Veneziano e Efraim Filho, MDB e União Brasil lançam pré-candidato a prefeito Dr. Gilberto Sarmento em Sousa

O MDB e o União Brasil formalizaram na noite desta sexta-feira (12) mais uma parceria política para as eleições...
- Publicidade -spot_img

Relacionados

- Publicidade -spot_img